Universidade Lusófona do Porto
header
  • Início
  • Investigação em Arquitetura

FALA Atelier

FALA atelier

Fundado em 2013 por filipe magalhães, Ana luisa soares e Ahmed Belkhodja, os Fala foram conferencistas em diferentes universidades e instituições, incluindo a architectural association em londres, a graham foundation em chicago, o centro de belas artes em bruxelas, a faculdade de arquitetura de versalhes em Paris e a casa della architettura em Roma.

Entre outras, os Fala lecionaram nas faculdades de arquitetura de Veneza, Munique, Munster, Liège e Bratislava. o trabalho do atelier foi exposto nas bienais de arquitectura de Veneza e Chicago, na fundação de Serralves e no Pavillion de l’Arsenal em Paris – entre outros – e em exposições individuais no Panamá, Itália, Macedónia, França e Portugal.

O trabalho dos Fala tem sido amplamente divulgado em plataformas de mídia internacional, incluindo Domus, Engawa, Arq.a, Mark, Plot e a revisão arquitetônica.

Publicaram ’01’, uma coleção de projetos iniciais do ateliê.

Skrei

A Skrei é uma oficina de projetos de arquitetura, construção civil e investigação aplicada de materiais. Foi fundada por Francisco Fonseca e Pedro Jervell em 2010 no Porto. A Skrei reúne as diferentes disciplinas da arquitetura, desde técnicos a artistas e académicos, sob uma prática multidisciplinar com uma abordagem experimental em materiais e construção civil.
A Skrei começou a sua prática em 2010 com um inquérito sobre as qualidades das matérias-primas portuguesas. Ao experimentar matérias primas e ferramentas de construção, a Skrei conseguiu desenvolver soluções únicas e por isso começou a administrar as suas próprias obras. Tornou-se uma oficina projetos e construções experimentais, onde técnicas de construção e artesania combinam-se com a engenharia civil e física de materiais, resultando numa linguagem arquitectónica própria. A prática de arquitetura da Skrei é baseada em uma relação muito próxima entre o projeto, construção e produção cultural. É uma abordagem que testemunha a forma como os materiais podem incorporar o conhecimento e como esse conhecimento pode ser instrumental na definição da práxis da arquitetura.

Lançamento do Livro monográfico sobre Ruy d’Athouguia da autoria da arquitecta Graça Correia Ragazzi

14 de Fevereiro (Quinta-feira) | 18h30 | FAUP – Sala Plana
Lançamento do Livro monográfico sobre Ruy d’Athouguia da autoria da arquitecta Graça Correia Ragazzi, publicado pela Editora Afrontamento, com o apoio da Fundação Marques da Silva; seguido da projecção do documentário ‘Ruy Jervis d’Athouguia – Um Moderno por descobrir’, produzido pela RTP2 a propósito do Centenário do nascimento de Ruy d’Athouguia.

Conferência Arquitecto Camilo Rebelo

Terá início do dia 28 de Fevereiro, quinta feira, às 16:30, a primeira conferência do ciclo ‘Aula Prática’ a decorrer na sala de aulas práticas de projecto.

Camilo Rebelo nasceu no Porto em 1972. Licenciou-se em Arquitetura pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP) em 1996. Foi colaborador de Eduardo Souto de Moura entre 1994 e 1998, também de Herzog & de Meuron entre 1998 e 1999. Inicia atividade liberal em 2000.

É professor assistente na FAUP de 1999 a 2013 e professor convidado na EPFLausanne em 2008 e 2009, na EPFLausanne e Accademia di architettura di Mendrisio, com Souto Moura, de 1010 a 2012, e na Escuela Técnica Superior de Arquitectura/Universidad de Navarra em 2012. Desde 2015, é professor convidado no Politecnico di Milano.

Autor galardoado, destaca-se o primeiro prémio no Concurso Internacional para a Concepção do Museu de Arte e Arqueologia do Vale do Côa, em coautoria com Tiago Pimentel (2004–2009), que é também distinguido, em 2013, com o Prémio Bauwelt e Prémio Baku UIA International e, em 2014, com o Prémio Douro. Recebe, em 2007, uma menção honrosa no Concurso Internacional para o Museu de Arte Moderna de Varsóvia, em coautoria com Susana Martins. Em 2008 é nomeado para o Star Tracking – Global Portuguese Talent. Em 2009 é selecionado para o Europe 40 under 40. Em 2010, recebe uma menção honrosa no Concurso para o Museu do Carro Elétrico do Porto.